Gestão odontológica

8 dicas financeiras para dentista para fazer uma gestão eficiente

Provavelmente, você está em busca de dicas financeiras para dentista porque seu forte é em outro tipo de técnica, não é mesmo? Não tem problema! Afinal, muitas vezes números e burocracias podem não ser as grandes competências dos profissionais da odontologia. 

Porém, por mais que seja verdade, estar minimamente por dentro do assunto ajuda a desenvolver habilidades básicas de um bom gerenciador financeiro para dentistas.

Isso porque nem sempre é possível terceirizar logo de cara a gestão do consultório. Então, é fundamental saber como gerir suas finanças de pessoa jurídica e de pessoa física (sim, são suas instâncias separadas, ok?).

Continue a leitura do artigo e aprenda dicas que otimizam a vida financeira de um dentista. 

Quais são as maiores dificuldades financeiras dos dentistas?

Segundo um estudo de 2022 apresentado na Semana de Integração da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) sobre as principais dificuldades dos dentistas, 50% dos profissionais apontaram a gestão do negócio como um gargalo, sendo finanças e marketing as maiores dificuldades.

Ao responderem com mais detalhes sobre a parte financeira, as maiores dificuldades levantadas foram:

  • controlar e gerenciar metas e estratégias;
  • gerenciar a parte contábil;
  • alinhar administração geral;
  • realizar o planejamento financeiro.

Dos entrevistados, 74% relataram que nunca passaram por capacitações sobre gestão, economia, contabilidade ou administração antes de abrir um. 

Em relação à gestão de pessoas em clínicas, 81% priorizam a contratação de funcionários capacitados, mas 25% não dão continuidade nos treinamentos.

Leia também: Programa de treinamento de secretária de dentista em 3 passos.   

8 dicas financeiras para dentistas

Para te ajudar a evitar tropeços e gerenciar com eficiência os desafios, listei 8 dicas financeiras para dentistas, tanto para organizar o consultório quanto para as finanças pessoais. Confira!

1. Faça um planejamento financeiro

Não poderia abrir uma lista de dicas financeiras para dentistas sem falar de planejamento. O primeiro passo para sua clínica ou consultório ter saúde na área de finanças é elaborar e seguir um plano financeiro para o negócio.

O objetivo é analisar, entender, organizar e gerenciar os recursos monetários disponíveis para atender todas as áreas e evitar dúvidas que prejudiquem a longevidade do negócio. 

Dica: baixe a planilha financeira para dentista e faça o controle eficiente dos gastos e investimentos do seu consultório.

2. Crie uma reserva de emergência

Imprevistos acontecem, não é mesmo? Por isso, criar uma reserva de emergência é outra dica financeira para dentista, pois protege o negócio e a vida pessoal. O recomendado é criar um fundo que tenha o equivalente a seis e 12 meses de despesas totais.

Inclua no planejamento financeiro empresarial e pessoal a quantia mensal que será colocada na reserva de emergência e quantas parcelas serão necessárias para chegar ao valor desejado.

3. Separe finanças pessoais e profissionais 

Outro detalhe fundamental para a vida financeira de um dentista é separar as contas pessoais das profissionais. Nada cria mais atrito e confusões do que misturar o dinheiro, dificultando bastante a vida do seu contador.

Então, ao abrir um consultório, abra uma conta empresarial para movimentar, pagar as contas do negócio e receber pagamentos dos pacientes. Na sua conta pessoal, você deposita seu pró labore, paga suas despesas domésticas e organiza investimentos.

4. Cumpra todas as obrigações fiscais

Um problema que você quer evitar ao máximo é o descumprimento de obrigações fiscais. Portanto, cumpra-o à risca. Emita notas fiscais, pague os impostos referentes a sua atividade, registre os funcionários e pague em dias os direitos trabalhistas, entre outros.

Para garantir que tudo esteja conforme o exigido na lei, contrate um contador experiente e que domine as necessidades da área odontológica. O investimento vai te poupar tempo e dinheiro.

Leia mais >>> Gestão de consultório odontológico online: ferramentas e cursos.

5. Tenha um plano de aposentadoria

Ser um profissional liberal que depende totalmente da própria força de trabalho exige mais atenção às necessidades em longo prazo. Então, outra dica financeira para dentista é ter um plano de aposentadoria.

Por mais que este momento esteja longe, é essencial ser estratégico. Existem diversas opções de plano de aposentadoria privado no mercado, além de ser viável combinar com outros tipos de investimento em longo prazo

Somado a reserva de emergência pessoal, você terá uma cobertura financeira segura para contornar qualquer eventual problema.

6. Reavalie o plano de investimento periodicamente

O plano de investimento é uma parte importante da gestão financeira para dentistas. Com ele, você acompanha o orçamento disponível para investir em melhorias para o consultório.

Por isso, acompanhar e reavaliar os investimentos, se necessário, auxilia na liberação dos investimentos ou não, caso o faturamento, por exemplo, não esteja avançando como o esperado.

Assim, adiar um investimento mais alto ou buscar um fornecedor para otimizar os custos pode ser feito com segurança e baseado em dados confiáveis.

7. Automatize processos de negócio

Os negócios estão caminhando cada vez mais para a automação dos processos de negócio. Os softwares são os principais tipos de ferramentas utilizadas para automatizar e integrar as áreas de um negócio.

Existem softwares financeiros para dentistas, ferramentas de comunicação interna e com o cliente (ex: WhatsApp), marketing digital, vendas, entre outras. 

Além dos sistemas específicos para cada função, existe o ERP, um software que integra a gestão de todos os setores em um único sistema.

Leia também >>> Melhores apps para dentistas: conheça 9 opções para baixar.

8. Invista no seu potencial de ganhos

As dicas financeiras para dentista não se limitam aos cuidados para manter a atividade operacional do consultório e sua longevidade no mercado.

Um dentista deve apostar no seu potencial e habilidades, assim como nas tendências do mercado odontológico que podem beneficiar o seu negócio. Por isso invista no seu potencial.

Tem interesse em aparelhos ortodônticos invisíveis, implantes, extrações complicadas? Invista em cursos e treinamentos para aprender técnicas e conhecer fornecedores para incluir tratamentos no seu portfólio com potencial de ganho em longo prazo. 

Esse investimento funciona como juros compostos: você começa agora e para receber as recompensas mais tarde.

Aprenda como fazer controle e gestão financeira para dentistas

Agora que você tem dicas financeiras para dentistas rápidos para colocar em prática, tenho duas sugestões extra de investimento, que vão ampliar sua visão sobre gestão odontológica e marketing digital.

A primeira é o Método Gorro Branco, um curso no qual eu ensino a atrair, captar e converter pacientes particulares através da internet todos os dias. 

A segunda dica é a Imersão Paciente 10k. Durante dois dias, eu escrevo com você o melhor plano de negócios para o seu consultório e ainda entrego o manual definitivo para te ajudar a escalar o seu faturamento de modo consistente e previsível.

Inscreva-se nos cursos ou converse comigo agora mesmo e dê o primeiro passo para alavancar seus resultados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *