Gestão odontológica

Dicas de gestão para clínica odontológica: 7 passos obrigatórios

O que faz um consultório alcançar o sucesso mantendo a agenda de atendimentos cheia e atraindo pacientes que reconhecem o seu trabalho? A qualidade do dentista é uma das respostas, mas não é a única. Um bom gerenciamento também é indispensável. 

Por isso, a seguir, organizamos 7 dicas de gestão em clínica odontológica.

Por que se preocupar com o gerenciamento de sua clínica odontológica? 

O sucesso de um consultório depende de elementos que vão muito além da sua capacidade técnica como dentista. 

É claro que ser excelente no que  faz, estar antenado às  novidades do mercado e investir na sua capacitação em cursos de especialização e eventos, são elementos indispensáveis para que você consolide o seu nome, fidelize pacientes e amplie o volume de atendimentos.

Contudo, além disso, aplicar as dicas de gestão para clínicas odontológicas também precisa ser uma preocupação. 

Afinal, um consultório, assim como qualquer empresa, também precisa lidar com aspectos relacionados:

  • ao controle financeiro;
  • à gestão de pessoas;
  • a atração e retenção de pacientes;
  • ao marketing;
  • ao estoque de insumos necessários para procedimentos e mais.

Na prática, tudo isso é feito com a implementação de um gerenciamento de clínica odontológica eficiente.

Mas, afinal, quais são os setores de uma clínica odontológica que precisam ser gerenciados? 

Como fazer gestão clínica odontológica? 

Quais etapas são indispensáveis?  

A seguir listamos sete dicas de gestão em clínica odontológica que são essenciais para o seu sucesso. 

7 dicas de gestão em clínica odontológica essenciais  

As principais dicas de gestão em clínica odontológica incluem:

  1. Controlar a movimentação financeira
  2. Organizar o estoque de insumos 
  3. Fazer uma boa gestão de pessoas
  4. Otimizar processos
  5. Definir do perfil de paciente ideal
  6. Criar ações de marketing
  7. Oferecer excelência no atendimento

Continue lendo e entenda como aplicar cada uma delas e porque são importantes. 

1. Controlar a movimentação financeira

A gestão em clínica odontológica inclui o controle financeiro que, por sua vez, reúne múltiplas áreas, como:

  • definição de metas de faturamento;
  • precificação de serviços;
  • acompanhamento de contas a pagar e a receber;
  • gestão do fluxo de caixa;
  • identificação e eliminação de gastos desnecessários e mais. 

O bom controle financeiro é  vital para que o consultório:

  • mantenha a saúde financeira em dia;
  • arque com seus compromissos como contas a pagar junto a fornecedores;
  • alcance uma boa margem de lucro;
  • reduza despesas;
  • aproveite melhor os investimentos realizados. 

Não sabe como definir metas de faturamento e de novos pacientes? Então assista ao vídeo abaixo e aprenda a calcular e tornar seu planejamento da gestão de consultórios odontológicos mais eficiente. 

2. Organizar o estoque de insumos 

A execução dos tratamentos depende do uso de insumos que precisam ser comprados, repostos e gerenciados.

Logo, é fundamental controlar essa logística para garantir que todos os produtos estejam disponíveis para a execução dos procedimentos.

Além disso, a gestão garante que não haverá desperdícios, que aumentam os custos do negócio e impactam a margem de lucro. 

Na prática, algumas dicas para otimizar o controle de estoque da clínica incluem: 

  • organizar o espaço em que os produtos serão armazenados;
  • atender as especificações de armazenamento;
  • monitorar a validade dos produtos;
  • contar com a ajuda de um software ou de uma planilha;
  • registrar entradas e saídas de produtos;
  • comprar a quantidade ideal de itens.

3. Fazer uma boa gestão de pessoas

Mesmo que seu consultório seja composto apenas por você e uma secretária, é fundamental realizar uma boa gestão de pessoas.

Para isso, comece deixando claro qual é a função principal e as atividades secundárias que devem ser executadas. O nome para isso é alinhamento de expectativas. 

Com esse direcionamento, a sua secretária sabe o que precisa entregar e você sabe o que cobrar dela. 

Atenção, porque é comum que dentistas aproveitem pouco o potencial da secretária.

Sabia que você pode começar a vender mais com a ajuda ativa dela no processo comercial? 

Para entender como fazer isso, assista ao vídeo abaixo.

4. Otimizar processos

Toda empresa precisa de processos claros e com a sua clínica, isso  não é diferente. 

Crie processos de venda, de marketing, atendimento e gestão financeira. Na prática, todos os setores de uma clínica odontológica devem ter processos bem organizados.

Ao fazer isso, você padroniza as etapas que devem ser realizadas para a execução das suas atividades.

Com o passar do tempo, essa padronização aumenta a velocidade  de como tudo é feito, reduzindo o tempo gasto com diversas atividades e aumentando a produtividade da clínica. 

Ou seja, todos os envolvidos no sucesso do negócio conseguem fazer mais em menos tempo. 

Para tornar os processos ainda mais eficientes, invista em ferramentas de gestão de negócios para consultórios odontológicos.

Leia também: 7 dicas de gestão financeira para consultório odontológico

5. Definir do perfil de paciente ideal

Conquistar novos pacientes é o que mantém o seu negócio em funcionamento e o seu fluxo de caixa no positivo. 

Contudo, mais do que aumentar as vendas em quantidade, você também pode ampliar a qualidade dos pacientes.

Entretanto, essa qualificação de pacientes também depende de você, mais do que imagina. 

Aqui na Smiles University temos uma filosofia de que não existem pacientes ruins, o que existe é paciente que não foi bem educado sobre a sua clínica, o seu trabalho e os seus diferenciais. 

6. Criar ações de marketing

Dentistas que não investem em marketing de qualidade, incluindo, por exemplo, a produção de conteúdo autoral dentro das redes sociais, têm mais dificuldade de mostrar o seu diferencial para o paciente. 

O resultado são pacientes que buscam apenas por preço baixo, comparando orçamentos entre dentistas. 

Para fugir dessa briga por preço, você precisa:

  • entender quem é o seu paciente;
  • listar as dúvidas e objeções que ele possui;
  • produzir conteúdos autorais que respondam às dúvidas e gerem identificação com a sua clínica e o seu trabalho.

Esse conjunto de ações de marketing coloca você em um outro patamar na disputa pelos pacientes. 

Leia também: Treinamento de marketing digital para dentistas: benefícios para a clínica

7. Oferecer excelência no atendimento

Enquanto as ações de marketing tem como responsabilidade levar mais usuários a interagir com a sua empresa, seja por telefone, WhatsApp ou mesmo por mensagens nas redes sociais, é o atendimento oferecido pela secretária e depois por você, dentista, que vai convencê-lo a contratar o serviço.

Por isso, preocupe-se em criar um atendimento diferenciado, capaz de envolver o paciente, aumentar as taxas de comparecimento às avaliações e gerar mais negócios. 

Atender a todos esses pilares da gestão clínica odontológica pode ser um desafio, afinal, a faculdade de Odontologia não ensina esse tipo de conteúdo.

A boa notícia é que, atualmente, existem cursos de gestão e marketing para dentistas que cumprem esse papel, oferecendo um importante base para a criação de estratégias, execução e monitoramento.

O curso Gorro Branco em que apresentamos a metodologia I95D ensina você a atrair, captar e converter pacientes particulares,  por meio da internet, todos os dias para que a sua clínica alcance o sucesso de faturamento e reconhecimento de mercado. 

Conheça os cursos Smile University para dentistas e faça parte da nossa comunidade com mais de 2 mil dentistas bem sucedidos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *