Marketing

Realidade mista na odontologia: o que é + aplicações na saúde

Primeiro surgiu a realidade virtual, depois a realidade aumentada e, agora, a realidade mista. Pelo termo, dá para ter a ideia de que se trata de uma mistura dos dois conceitos anteriores, mas qual a aplicação da realidade mista na odontologia?

Os avanços da transformação digital estão alcançando todas as áreas, em especial, a da saúde, que está aproveitando as novas ferramentas para melhorar o processo de aprendizado, pesquisas e procedimentos odontológicos.

O uso da realidade mista em treinamentos dentários continua concentrado em grandes centros, pois os custos são altos. Porém, as possibilidades de aplicação dessa tecnologia emergente tem um futuro promissor. 

Se, assim como eu, você é um profissional interessado na intersecção da tecnologia e da saúde, continue a leitura do artigo que explico mais sobre o conceito, as principais características, uso e benefícios da realidade mista na odontologia.

Boa leitura!

O que é realidade mista?

A realidade mista (RM) é uma tecnologia emergente que combina realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA), unindo o mundo físico e o digital, possibilitando interações em 3D naturais e intuitivas entre humanos, computador e ambiente

O termo realidade mista apareceu pela primeira vez no artigo “Uma taxonomia das exibições visuais de realidade mista“, de 1994, escrito por Paul Milgram e Fumio Kishino. 

Essa nova realidade é resultado dos avanços nas áreas de pesquisa visual computacional, processamento gráfico, tecnologia de vídeo e na computação em nuvem.

A Microsoft é uma das empresas que vem se dedicando à pesquisa e desenvolvimento de equipamentos, como o HoloLens, que já é utilizado em instituições de ensino da área da saúde. 

No vídeo abaixo (em inglês) da empresa, eles explicam como a RV e a RA se conectam para formar a realidade mista. Vale o play!

Qual é a principal característica da realidade mista?

A principal característica da realidade mista é estreitar a relação entre humanos e computadores, permitindo que as criações digitais se estendam além das telas e os usuários controlem as interações por meio de comando de voz, teclado, mouse, sensores, etc. 

Os equipamentos de RM conseguem capturar a posição do corpo de uma pessoa no mundo físico, assim como de objetos, superfícies e limites, iluminação e som ambiente e reconhecer e localizar objetos no espaço.

Em resumo, os principais atributos da realidade mista são:

  • compreensão do ambiente por meio do mapeamento espacial;
  • ampliação do entendimento humano pelo rastreamento manual, ocular e entrada de fala;
  • som espacial;
  • localização e posicionamento nos espaços real e virtual;
  • colaboração em ativos 3D nos espaços de realidade mista.

Na realidade aumentada, os dispositivos isolam os sentidos humanos durante as simulações digitais criadas pelos equipamentos. Na realidade mista, as ferramentas permitem que as pessoas interajam entre si durante todo processo.

Por isso, as tecnologias de RM estão ganhando espaços em universidades, hospitais e centros de pesquisa, pois permitem que os professores deem uma aula de anatomia, por exemplo, mostrando uma projeção do sistema estomatognático e como as estruturas interagem.

Dessa forma, conforme se movimentam no ambiente, o equipamento de realidade mista na odontologia se movimenta em conjunto, mostrando a posição normal da arcada dentária e, em seguida, como ela se modifica quando existe alguma má formação ou disfunção.

Leia também >>> Novidades no mercado odontológico: quais são e por que conhecer?

Como a realidade mista é usada?

A realidade mista na odontologia e em outras áreas da saúde é utilizada em pequena escala em instituições de ensino e alguns centros de saúde em países que autorizam a sua aplicação prática com pacientes reais.

Como destaquei na abertura, a RM é uma tecnologia emergente, cara e, por isso, ainda não é uma solução acessível, mas a tendência na qual as várias áreas do mercado já estão de olho.

Uma pesquisa da Microsoft com a Harvard Business Review Analytic Services entrevistou 250 colaboradores de vários setores (manufatura, engenharia e construção, varejo, segurança e educação) e 87% do grupo afirmou que estão conhecendo, testando e colocando a realidade mista em prática em seus fluxos de trabalho.

Dentro da área da Saúde, a realidade mista tem um papel importante tanto na formação quanto no desenvolvimento profissional. Separei alguns exemplos de aplicação da realidade mista na odontologia.

Educação

O período acadêmico é fundamental para a formação profissional de dentistas e outros profissionais da área da saúde. As ferramentas de realidade mista na odontologia melhoram a qualidade do ensino.

O Microsoft HoloLens, um óculos com tecnologia de RM, é utilizado nas universidades Case Western Reserve University, nos Estados Unidos, e na Universidade de Sydney, na Austrália. 

Com o auxílio dos óculos, os estudantes aprendem sobre cada estrutura anatômica, visualizando claramente seu funcionamento, como se estivessem dentro do corpo humano. Os professores podem criar tutoriais e projetá-los em 3D para mostrar como os ossos e músculos interagem.

Tudo isso de forma dinâmica, com os alunos se movendo em torno da projeção, ouvindo o professor, que pode dar zoom na imagem e mostrar detalhes, assim como ampliar o que está sendo mostrado. Um ganho significativo para o processo de aprendizado.

Análise e diagnóstico

Com a digitalização dos exames odontológicos, outro uso da realidade mista na odontologia é a análise e diagnóstico por meio da manipulação das imagens escaneadas do paciente. 

Dessa forma, o dentista pode chegar a conclusões mais precisas no diagnóstico, orientando a escolha dos procedimentos.

Planejamento de cirurgias

Outra possibilidade de aplicação da realidade mista na odontologia é no planejamento de cirurgias, que o dentista pode usar para organizar cada procedimento, conforme as características de cada caso.

Nessa área tem exemplo brasileiro. A empresa Digital Pages criou uma solução interativa com o HoloLens, da Microsoft, para facilitar o planejamento cirúrgico. A ferramenta pode ser utilizada por estudantes, cirurgiões e profissionais de Saúde em geral. 

Guia em operações e simulações de procedimentos

O uso de realidade mista ainda não é liberado em todos os lugares do mundo. Na França, por exemplo, é permitido registrar operações reais e utilizar as imagens posteriormente em simulações para fins de ensino. Esses registros são reproduzidos pelos equipamentos de realidade virtual.

A Scopis Medical, empresa de navegação cirúrgica, utilizou o HoloLens para criar uma plataforma de navegação holográfica que guia médicos em operações, indicando o local correto de fixação de parafusos em cirurgias vertebrais.

O que é um óculos de realidade mista?

Um óculos de realidade mista é o equipamento por meio do qual as pessoas conseguem visualizar as simulações e imagens do computador projetadas em seu campo de visão, permitindo também manipular as imagens, mudando o ângulo, dando zoom, etc.

O vídeo abaixo, mostra o trabalho da CAE Healthcare, empresa norte-americana da área de treinamento e educação em saúde com foco na segurança do paciente, com o HoloLens, que é o headset pioneiro desse segmento. Olha só:

Gostou de saber sobre as perspectivas da realidade mista na odontologia? Esse campo já traz avanços animadores para a área da Saúde e a tendência é que esse caminho evolua e chegue até mais pessoas.

Sabe também quem pode evoluir? Você em sua carreira! Para isso, te convido a conhecer o Método Gorro Branco, um curso para mergulhar de cabeça e planejar estrategicamente as metas do seu consultório.

Além do conteúdo exclusivo, toda semana os alunos do Gorro Branco têm aulas ao vivo para tirar dúvidas, analisar erros, acertos e criar anúncios. É praticamente uma imersão intensa de ideias toda semana. Faça sua inscrição e comece hoje mesmo! Além disso, te convido a conversar comigo para que eu mostre como ser um dentista de sucesso. Te espero!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *