Mercado odontológico

Laser odontológico: importância de investir em novas tecnologias

Os aparelhos a laser estão em várias especialidades da saúde, facilitando a realização de procedimentos, diminuindo a dor e reduzindo o tempo de tratamento.  O laser odontológico desempenha essas e outras funções, que melhoram a qualidade do atendimento, permitindo que os pacientes façam tratamentos mais rápidos e menos invasivos.

Os primeiros estudos de laserterapia na Odonto começaram no início da década de 1970. Em 1988, aconteceu o 1º Congresso de Laser, no Japão, e a fundação da International Society for Lasers in Dentistry (ISLD – Sociedade Internacional de Estudo de Laser na Odontologia).

Desde então, a laserterapia é utilizada para tratar problemas nos tecidos moles e duros do sistema bucal, oferecendo diversos benefícios. Atualmente, o laser é tendência no mercado e cada vez mais profissionais incluem os aparelhos na infraestrutura de seus consultórios. 

Você está de olho no potencial de modernização que o laser pode trazer? Neste artigo, explico o que é, os tipos utilizados, importância e benefícios do laser odontológico.

O que é laserterapia odontológica?

A laserterapia odontológica é uma modalidade de tratamento realizada com aparelhos a laser. Os equipamentos emitem feixes de luz de comprimento de onda específicos (varia conforme o tipo), que possuem propriedades terapêuticas. O laser auxilia no tratamento de diversos problemas bucais, como cárie, gengivite, periodontite, entre outros. 

Os tipos de laser odontológico utilizados nos consultórios são de baixa potência e desempenham as seguintes funções:

  • analgésica (alívio da dor);
  • anti-inflamatória (age nos sintomas da inflamação – dor, febre e vermelhidão); 
  • biomoduladora (estimula a reprodução das células no processo de reparo e cicatrização tecidual). 

Além de ser utilizado sozinho, o laser pode ser associado a corantes, tendo ação antimicrobiana, ou seja, matando bactérias causadoras de cáries, problemas na gengiva e outras doenças bucais.

Leia também >>> Novidades no mercado odontológico: quais são e por que conhecer?

Para que serve o laser de dentista? 

O laser odontológico tem inúmeras aplicações. Por ser um tratamento não invasivo, ou seja, sem dor, melhora muito a experiência do paciente, ajudando, especialmente aqueles que têm fobia, a realizarem os tratamentos com tranquilidade. 

Algumas das funções que o laser desempenha na odontologia são no:

  • tratamento e alívio da dor, acelerando a reparação dos tecidos;
  • tratamento de herpes bucal simples, antes ou depois das crises, prevenindo novas manifestações e contribuindo com a cicatrização;
  • tratamento complementar de disfunções na mandíbula e na articulação temporomandibular (ATM), relaxando a musculatura, diminuindo a inflamação e amenizando a dor;
  • tratamento de aftas, com aplicação direta na mucosa;
  • tratamento de inflamação ou infecção dos alvéolos, que podem acontecer após uma extração dentária;
  • bioestimulação óssea, auxiliando na renovação de tecidos danificados;
  • tratamento de canal, mata os microrganismos que podem causar infecção;
  • tratamento de problemas na gengiva e no periodonto;
  • tratamento de cáries;
  • tratamento para remoção de manchas nos dentes e clareamento;
  • cirurgia periodontal
  • tratamento de neuralgia do trigêmeo, uma disfunção no nervo, a aplicação do laser odontológico é local e tem efeito anti-inflamatório e analgésico;
  • tratamento/prevenção de mucosite (úlceras na mucosa) e osteonecrose (necrose do osso do maxilar), condições que podem surgir em pacientes que fazem radio e quimioterapia. 

Leia também >>> Gestão de qualidade no consultório odontológico: como aplicar?

Quais são os tipos de laser odontológico?

Existem dois tipos de laser odontológico: um é utilizado nos tecidos moles (ex: gengiva) e outro no tecido duro da boca (ex: dentes). 

Laser para tecidos moles

Os lasers odontológicos utilizados em tecidos moles são o laser de diodo, o laser CO2 (dióxido de carbono) e o laser Nd: Yag (Neodímio). Os aparelhos têm a capacidade de remover partes de tecido, quando necessário, facilitando a visão do dentista durante o procedimento.

O laser cirúrgico é usado na odontologia para auxiliar na remodelação da gengival (gengivoplastia), destravar músculos que estão rígidos e tratar lesões causadas por herpes. 

Outro uso dos lasers para tecidos moles é remover o tecido infectado em volta dos dentes quando há doença periodontal instalada, permitindo que o tecido se regenere totalmente saudável.

Além de dar suporte técnico ao dentista, o laser minimiza sangramentos durante e após as cirurgias, gera menos desconforto para o paciente, reduz a necessidade de anestesia e diminui o inchaço.

Laser para tecidos duros

Os lasers odontológicos utilizados nos dentes, os tecidos duros da boca, são o Er: YAG (Erbium) e Er, Cr: YSGG (Erbium e Cromo)

Ambos são muito úteis nos procedimentos de remoção da cárie, no preparo do dente para receber a obturação ou passar pelo procedimento de realização de canal, além de preservar o esmalte, melhorando a aderência da obturação.

O uso desse tipo de laser pode diminuir a quantidade de anestesia utilizada no procedimento, evitar o aquecimento excessivo de porções do dente, como a polpa e o tecido nervoso.

Por que é importante conhecer as tendências da odontologia?

Estar por dentro das aplicações da laserterapia, conhecer os tipos e analisar as vantagens de incluir esse recurso no seu consultório ou clínica é um diferencial no atendimento odontológico.

Um estudo sobre a relação profissional-paciente entrevistou pacientes que realizavam tratamentos ortodônticos e uma das conclusões foi que a capacidade técnica do dentista é a base do relacionamento.

Dessa forma, ser um profissional que investe na atualização do currículo, fazendo especializações que revertem em benefícios para o paciente, contribui tanto para se destacar no mercado quanto para fortalecer o vínculo de confiança com atuais e potenciais pacientes.

Além disso, para fazer tratamentos e procedimentos usando laser odontológico, é preciso fazer cursos específicos que capacitam os dentistas a manipular os equipamentos, configurá-lo corretamente, aprender os métodos de segurança e todos os cuidados pré, durante e pós-tratamento.

Leia também: O que atrai o paciente ao dentista? 3 etapas para conversão

6 benefícios do aparelho de laserterapia

Colocar o cliente no centro da análise é fundamental na criação de experiências de atendimento para cada serviço, oferecendo qualidade, conforto e técnicas modernas. Por isso, a inclusão do laser odontológico traz os seguintes benefícios:

  • eliminar ou reduzir o desconforto durante procedimentos mais invasivos, como cirurgias;
  • acelerar o processo de cicatrização, ajudando a ter uma recuperação mais rápida;
  • minimizar o sangramento e o inchaço local, principalmente, no pós-cirúrgico;
  • otimizar o processo de clareamento dental, conseguindo resultados em pouco tempo;
  • ter mais precisão ao fazer cortes e incisões delicados;
  • diminuir os riscos de infecção, usando a eficácia do laser para “limpar” a área tratada.

Como divulgar os investimentos em tecnologia na odontologia?

Agora que você sabe mais sobre o laser odontológico e seu potencial dentro da Odontologia, deve estar pensando como usar esse diferencial para atrair mais pacientes, não é mesmo?

A sacada de que o investimento pode trazer mais clientes já é valiosa. O próximo passo é saber como comunicar e alinhar essa tecnologia com seu propósito profissional.

Conheça o curso Gorro Branco ou converse comigo agora mesmo e dê o primeiro passo para alavancar seus resultados. No vídeo abaixo, explico em detalhes como o método funciona:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *